# paisagemfabricada

Minha banda portátil

Talvez, um dos sonhos mais loucos que já tive na vida.

Precisava ir a um casamento, mas ainda não tinha me trocado. Ao chegar em casa, vejo que ganhei um presente de alguém. Era uma cadeira. “Ela faz coisas inacreditáveis”, me disseram. Por acreditar que ela era especial, resolvi não usá-la de maneira tradicional, e me pendurei nela em todas as posições possíveis. Não aconteceu nada. Perguntei: “é de verdade?”. Daí me disseram que era só sentar normalmente.

Sentei. Nada. Avisaram: “é uma cadeira musical. Pense em uma música e finja que você está tocando”. Foi só colocar as minhas mãos como se eu estivesse segurando um violão (air guitar!), cantarolar a melodia de uma música, que, de repente, a cadeira estava emitindo sons de todos os lados como se fosse uma banda. E o meu violão de mentira funcionava. E minha voz estava microfonada. Eu só precisava saber as letras de cor e… pronto!

Era uma banda portátil.

0 comments
Comente