Categories
Planeta Sustentável

Somos editores: serviços para selecionar conteúdo

Democratização do acesso, facilidade de produção e informação para todo o lado. Se antes o problema era a dificuldade para se achar conteúdo, hoje é o oposto: como filtrar as informações que chegam para evitar overdose e se perder na quantidade? São tantas as fontes que fica difícil triar o conteúdo para achar apenas o que se interessa.

Existem diversos serviços que podem te ajudar na árdua tarefa de achar e até divulgar informações que tenham a ver com seus interesses. Um que é bem antigo e simples é o delicious. Ele é, basicamente, um site para armazenar suas páginas favoritas, da mesma forma que o seu navegador. Gostou de um link? É só clicar em um botão que ele será publicado em seu perfil do serviço sendo acessível por qualquer um. E quem tiver os mesmos interesses pode acompanhar sua seleção. Simples e prático.

Já o Scoop.it trabalha com o mesmo príncipio de curadoria de links, mas em vez de apenas uma relação de endereços, ele monta uma página como se fosse um jornal. É como se escolhesse as manchetes e artigos que compõem uma publicação e compartilhasse com seus amigos. A ideia é, realmente, fazer uma curadoria mais impessoal e focada em temas. O público, ainda, pode participar de sua seleção sugerindo sites que tenham a ver com a sua temática. Eu, por exemplo, monto o PopMediaArt com indicações referentes à arte eletrônica ou das novas mídias – e assuntos correlatos.

E caso você preferir algo que mais se assemelha a um blog, tente o tumblr. Ele tem sido usado bastante para compilar conteúdos sobre assuntos diversos, desde brincadeiras com histórias em quadrinhos ou desenhos bíblicos a até posts com a palavra-chave “sustentabilidade”.

Vale também dar uma checada em um serviço mais recente, o Pinterest. Por enquanto, é necessário entrar em uma lista de espera para ter acesso ao serviço ou ser convidado por alguém que já tenha, mas é outro belo exemplo de novas formas de selecionar e acessar informações que te interessam. Dá para procurar posts por temas (como seleções de fotos de cabelos impecavelmente desarrumados ou imagens de negros e orientais juntos) ou até por tags. É uma bela ferramenta para se achar qualquer tipo de conteúdo com uma interface bacana.

Todos eles são demonstrativos de como, hoje, nós somos “gatekeepers”, ou editores de conteúdo interessantes para outras pessoas. Pela quantidade ser muito grande, a tendência é cada vez mais que se desenvolvam filtros para selecionar as diversas possibilidades. O problema, agora, não é mais ter conteúdo, mas achá-lo de forma rápida e prática.

One reply on “Somos editores: serviços para selecionar conteúdo”

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *