Categories
micrônicas

O anjo

Me disseram que era verdade, mas eu nunca quis acreditar. Ainda no ventre, parece que vem um anjo e sopra umas sabedorias no ouvido da mãe. Tudo para que o filho saia com aquelas características. Como uma balança cósmica. Acho que o meu estava com uma gripe e, na hora, tossiu. E eu fico nesse engasgo-vida. Nunca termino as coisas. Sempre me apaixono, mas nunca o contrário. É aquela tosse seca, que não alivia em nada. O sintoma do alívio, mas que só rasga e piora a garganta. E fico nesse engasgo. Sem ir para frente. Sem sair do lugar.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *