Categories
Planeta Sustentável

Catarse: financie seus projetos colaborativamente


Quantas ideias geniais você já teve para projetos e outras empreitadas, mas que exigiam capital para desenvolver e você estava zerado? Quantas vezes já passou pela sua cabeça: “puts, se eu tivesse ‘x’ reais, conseguiria mudar totalmente minha vida”? Pois bem, agora há um meio fácil para levantar o incentivo necessário para começar um novo projeto.

O Catarse é uma ferramenta para que o público brasileiro invista em projetos que mais lhe agradam. A ideia é estimular com que qualquer um possa doar seu rico dinheiro a um projeto que acredita. Esse método de microfinanciamento é bastante comum lá fora e tem o nome de “crowd funding” (ou financiamento coletivo, em tradução livre).

É um belo meio para financiar aquele espetáculo de dança que você sempre quis montar, uma loja online para novos artistas, aquele trabalho de conclusão de curso sobre uma outra cidade, uma plataforma para intermediar jornalistas às fontes necessárias para uma reportagem ou tantos outros projetos que sua imaginação quiser criar.

Um deles é o Cidades Para Pessoas, que será realizado pela jornalista Natália Garcia. Ela pretende viajar por 12 cidades do mundo que tiveram suas estruturas urbanas modificadas para que as pessoas a usassem melhor. Ou seja, adios, carros! E sejam benvindas ciclovias, espaços de lazer, corredores para pedestres e tantas outras alternativas aos péssimos e burros automóveis.

Até o momento, o projeto arrecadou 25% do orçamento planejado. O conteúdo que será elaborado pode até te ajudar a modificar o seu bairro, caso você – ou os moradores de seu prédio, de sua rua ou até os integrantes da associação de seu bairro – queira receber dicas do planejador urbando Jan Gehl de como retomar o espaço urbano pelas pessoas. É um conteúdo exclusivo que pode ajudar a pleitear novas políticas públicas para a sua região.

O conteúdo que a Natália apurará será publicado sob licenças mais brandas de autoria, como o Creative Commons. As pessoas, então, principalmente as que ajudarem, poderão replicar as informações para criar seus projetos sem precisar pedir autorização.

Vale a pena investir, acompanhar e divulgar o projeto!

0 replies on “Catarse: financie seus projetos colaborativamente”

Natália – diz:Só faço uma pequena observação. Crowdfunding não deve ser confundido com filantropia. Em vez de doar, seu dinheiro será efetivamente, investido em uma causa que você acretida e – aí está o segredo do negócio – você receberá uma recompensa. Curiosidade: a estátua da liberdade, dos Estados Unidos, foi viabilizada assim! O artista plástido francês que fez a estátua vendeu uma “loteria da liberdade” – quem comprasse ganhava uma réplica exclusiva da estárua feita por ele. Entre as recompensas do meu projeto estão posters com imagens de ilustradores de cada cidade.

EDNALDO DIOGENES CALIXTO – diz:Sou técnico em agropecuária, e estou com um projeto georeferenciamento das áreas de risco, atraves das cotas do rio e do georeferenciamento das residencia que poderam seatingida,podendo assim elabora um plano de monitoramento pois será possivel saber a cada aumento do volume de um rio saber qual é residencia a ser atingida. esse meu projeto foi divulgado no jornal diario do nordeste do ceara no dia 30 de janeiro de 2011 caderno regional. mais falta dinheiro pra mim desenvolver ele fico aguardando um retorno.

anna margareth – diz:sou arquiteta urbanista e tenho um projeto de calçamento permeavel, muito simples e de material reciclado, muito promissor preciso de investimento em infra estrutura. espero contatos

Pedro Grandi – diz:Então, vamos lá …Tenho um projeto de Educação Ambiental para ser aplicado para crianças e jovens de 04 a 17 anos, em fase escolar. Nele contempla-se a inclusão social através de atividades culturais, (música, dança, teatro, confecção de instrumentos musicais) além, claro, de mostrar a comunidade carente novas formas de tratamento dos resíduos sólidos. Por apenas R$ 350.000,00 ao ano. Quem dá mais ?? Obrigado.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *