Categories
Planeta Sustentável

De tabelas a infográficos


Quanto maior o acesso à informação, maior poder se dá à população. E quando maior acesso aos dados, mais explicativas elas podem se tornar. Os jornais e até mesmo os portais de internet, como o Planeta Sustentável, investem no desenvolvimento de infográficos para que o assunto fique mais didático, como se pode ver na seção destinada ao assunto aqui do site.

Todos ficaram chocados com o vazamento de óleo que aconteceu no Golfo do México nos últimos dias pela companhia British Petroleum (como você pode ler na sequência de posts aqui, aqui, aqui e aqui). Mas como trazer para a população que não mora no Golfo do México a dimensão do que foi o desastre?

É isso que faz o If It Was My Home (ou “e se fosse na minha casa”, em tradução livre). A ideia é que se consiga visualizar os dados de um determinado assunto de forma muito mais amigável e próxima ao espectador. Atualmente, o principal assunto é o desastre de óleo. Ao entrar no site do projeto, consegue-se visualizar o tamanho da mancha tendo como ponto central a sua casa. E é bastante assustador ver que se tivesse acontecido aqui em São Paulo, a poça de óleo encobriria Campinas, Sorocaba, São José dos Campos, Guaratinguetá, Caraguatatuba e quase atingiria Angra dos Reis, como se vê na imagem acima.

A internet trouxe a possibilidade de se explorar muito mais a visualização de dados de forma simples e direta. Qualquer um pode criar uma maneira diferente para cruzar as informações. O Many Eyes, por exemplo, é um serviço que tem uma interface fácil de usar. Ele até foi usado pelo blog do jornal O Estado de S. Paulo para mostrar a geografia da violência no país desde 2006, como afirmou Daniel Jelin ao jornalista André Deak.

Eu comentei aqui, durante a Campus Party, sobre como esses dados e informações são importantes estarem disponíveis para ser trabalhadas por computador, como mostrou o projeto de grid público que seria desenvolvido durante o evento. Não é à toa que existem diversos outros serviços que te ajudam a visualizar melhor os dados, como o Google Fusion e até mesmo o Wordle, que cria uma nuvem de tags de um texto.

Agora, é só usar e abusar deles para abandonar aquelas horríveis tabelas e transformá-las em belas visualizações!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *